Total de visualizações de página

segunda-feira, 20 de julho de 2015

"O céu fez as minhas mãos para que reparassem a tua vida meio desfeita, a minha alma para compreender o teu coração, os meus lábios para beijar os teus pés.

[...] 

O nosso amor não terá a frescura dos primeiros tempos, mas é um amor posto à prova, um amor que conhece a sua força, e que mesmo para além do túmulo, espera ser infinito. O amor, quando nasce, só vê a vida, o amor que dura vê a eternidade."

- Victor Hugo, em "Carta a Juliette Drouet"   



Nenhum comentário:

Postar um comentário