Total de visualizações de página

sábado, 31 de dezembro de 2016


sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

"Estava internada num hospício, e podia sentir coisas que os seres humanos escondem de si mesmos - porque somos todos educados apenas para amar, aceitar, tentar descobrir uma saída, evitar o conflito. Veronika odiava tudo, mas odiava principalmente a maneira como conduzira sua vida - sem jamais descobrir as centenas de outras Veronikas que habitavam dentro dela, e que eram interessantes, loucas, curiosas, corajosas, arriscadas."

- Paulo Coelho in "Veronika decide morrer" (p. 73)



quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

"Aquilo que provamos quando estamos apaixonados 
talvez seja o nosso estado normal. 
O amor mostra ao homem como é que ele deveria ser sempre".

- Anton Tchekhov


terça-feira, 27 de dezembro de 2016

"Não adianta ficar refém do medo. 
Independente dele, as coisas vão ou não acontecer. 
Não faz sentido ficar martelando no “e se” ou no “talvez”. 
Na maior parte das vezes eles só atrapalham a vida e 
causam rugas precoces no meio da testa".

- Clarissa Corrêa


segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

domingo, 25 de dezembro de 2016

sábado, 24 de dezembro de 2016

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

"Amor não é algo que damos ou recebemos; é algo que nutrimos e cultivamos, uma conexão que só pode ser cultivada entre duas pessoas quando existe dentro de cada uma delas. Nós só conseguimos amar os outros o tanto que amamos a nós mesmos".

- Brené Brown in "A arte da imperfeição" (p. 49)

Imagem: Christian Schloe

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

"O arrependimento é um mestre duro, mas justo.
Viver sem arrependimento é crer que você não tem nada a aprender,
nada a corrigir e nenhuma oportunidade de ser mais corajoso na vida".

- Brené Brown in "Mais forte do que nunca"   




terça-feira, 20 de dezembro de 2016

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

domingo, 18 de dezembro de 2016

"Você pode não ter se candidato à jornada do herói, mas, no instante em que caiu,
quebrou a cara, sofreu uma decepção, meteu os pés pelas mãos
ou ficou de coração partido, ela começou.
Não importa se estamos prontos para uma aventura emocional
- as mágoas acontecem. E ninguém está livre delas. Sem exceção.
A única decisão que podemos tomar é sobre o papel
que vamos desempenhar na própria vida: queremos escrever
nossa história ou queremos entregar esse poder a outra pessoa?
Optar por escrever a própria história significa encarar o desconforto,
escolher a coragem em vez do conforto".

- Brené Brown in  "Mais forte do que nunca" (p. 61)




sábado, 17 de dezembro de 2016

"Dar a volta por cima depois de uma queda é a maneira de cultivar uma vida plena, 
além de ser o processo que mais nos ensina sobre quem somos".

-Brené Brown in "Mais forte do que nunca" (p. 14)


sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

"Uma pessoa plena:

1. Cultiva a autenticidade; se liberta do que os outros pensam.
2. Cultiva a autocompaixão; se liberta do perfeccionismo.
3. Cultiva um espírito flexível; se liberta da monotonia e da impotência.
4. Cultiva gratidão e alegria; se liberta da monotonia e da impotência.
5. Cultiva intuição e fé; se liberta da necessidade de certezas.
6. Cultiva a criatividade; se liberta da comparação.
7. Cultiva o lazer e o descanso; se liberta da exaustão como símbolo de status e da produtividade como fator de autoestima.
8. Cultiva a calma e a tranquilidade; se liberta da ansiedade como estilo de vida.
9. Cultiva tarefas relevantes; se liberta das dúvidas e suposições.
10. Cultiva risadas, música e dança; se liberta da indiferença e de 'estar sempre no controle' ".

- Brené Brown in "A coragem de ser imperfeito" (p. 13) 



terça-feira, 13 de dezembro de 2016

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

"[...] a pessoa que morre não leva consigo a história de vida que compartilhou com aqueles que conviveram com ela, e para quem se tornou importante ao longo de sua vida. Não existe a possibilidade de haver uma morte absoluta, de desintegração de todas as dimensões de um ser humano cuja existência teve algum sentido na vida de outros seres humanos.

Quando a morte acontece, ela só diz respeito ao corpo físico. Meu pai morreu, mas continua sendo meu pai. Tudo o que me ensinou, tudo o que me disse, tudo o que vivemos juntos, continua vivo dentro de mim".
- Ana Claudia Quintana Arantes in "A morte é um dia que vale a pena viver"
(p. 182-183).


domingo, 11 de dezembro de 2016

"Sempre digo que medicina é fácil. Chega a ser até simples demais perto da complexidade do mundo da psicologia. No exame físico, consigo avaliar quase todos os órgãos internos de um paciente. Com alguns exames laboratoriais e de imagem, posso deduzir com muita precisão o funcionamento dos sistemas vitais. Mas, observando um ser humano, seja ele quem for, não consigo saber onde fica sua paz. Ou quanta culpa corre em suas veias, junto com seu colesterol. Ou quanto medo há em seus pensamentos, ou mesmo se estão intoxicados de solidão e abandono".

- Ana Claudia Quintana Arantes in "A morte é um dia que vale a pena viver" (p. 45).


sábado, 10 de dezembro de 2016

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

"O diálogo só é diálogo se todos os lados envolvidos admitirem que não dominam a verdade absoluta sobre todas as coisas; ele exige uma curiosidade essencial, uma inclinação ao mesmo tempo serena e entusiástica a descobrir o que ainda não se sabe - a disposição de deixar a porta da mente aberta". 

- José Francisco Botelho (Revista Vida Simples, outubro de 2015). 


quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

"O Amor não morre com o corpo físico. O Amor sempre permanece. [...]
As lágrimas são feitas de água salgada, como o mar. 
Chorar essa emoção é como tomar banho de mar de dentro para fora.
Tudo pode morrer, exceto o Amor. Só o Amor merece a imortalidade dentro de nós".

- Ana Claudia Quintana Arantes in "A morte é um dia que vale a pena viver" (p. 189)


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

"Muita gente não está viva de fato, mesmo com o corpo funcionando bem. 
[...] Gente que não sabe se relacionar, que tem dificuldade de viver bem, sem culpas nem medos. Gente que prefere não acreditar para não correr o risco de se decepcionar, seja em relação ao outro, seja em relação a Deus. 
Gente que não confia, não não entrega, não permite, não perdoa, não abençoa.
Gente viva que vive de um jeito morto."


- Ana Claudia Quintana Arantes in "A morte é um dia que vale a pena viver" (p. 108)


segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

"[ ...] concebo o amor não apenas como sentimento, 
mas como atitude diante da existência. 
Embora seja mistério e não possamos apreendê-lo, 
uma de suas dimensões é a abertura da pessoa para ser transformada profundamente pelo outro".

- Beatriz Helena Paranhos Cardella


domingo, 4 de dezembro de 2016

"Prezada Depressão,

Você não vai vencer. Às vezes você é ardilosa e parece que está vencendo e às vezes você está mesmo vencendo, mas eu sou conhecida por meus retornos e no final eu vou vencer. Você tenta jogar esses jogos de manipulação, procura isolar a todos e cada um de seus "jogadores", fazendo com que se sintam sozinhos e como se cada um de nós fôssemos os únicos neste jogo malicioso seu. Você não nos engana. Nós nos reunimos todos os dias e existe um poder e uma forte resistência que se forma quando as pessoas se reúnem. Nós não estamos jogando este jogo sozinhos, estamos jogando como uma equipe. E como uma pessoa nesta equipe, que chegou muito perto de desistir deste jogo que chamamos de vida, aqui vai o que eu quero dizer aos meus companheiros de equipe:
Eu estava na ponte, muito perto de ser vencida. A depressão não parava de me dizer: "Você está com tanta dor, isso vai fazer tudo desaparecer. Basta saltar. Você não vai conseguir nada tentando lutar por mais tempo. Você nunca vai ficar melhor. Eu sempre vou voltar. Que vida é essa que você está vivendo? Você é inútil, indigna de ser amada e nunca poderá fazer nada direito. Basta saltar. É essa a hora."
Depressão, você acha que eu não sei reconhecer esses pensamentos? 
Isso é você falando comigo, não sou eu! 
Você é como uma nuvem que desce sobre o meu cérebro e mascara quem eu sou realmente e esconde os meus pensamentos mais autênticos. Meus verdadeiros pensamentos têm lógica. Seus pensamentos são falsos, mesmo que eu acredite neles em alguns momentos. Eu ainda nem sempre acredito que sou digna, que posso ser amada e capaz de cometer erros, porque isso é o que significa ser humano. Mas estou aprendendo. 
Eu não sou você, depressão! 
Eu sou muito mais do que você. Eu tenho muito potencial. Eu sou bonita. Eu faço a diferença aqui na Terra. A viagem não é fácil. É terrivelmente difícil e às vezes parece insuportável, mas acreditem em mim, outras pessoas estão cientes de você, outras pessoas sabem quem você é, e por causa dessa conexão que temos vamos lutar com você juntas e, não, deixar você nos vencer. 
Mais uma coisa, só porque eu luto com você muitas vezes não significa que eu tenha vergonha de você. Eu não estou envergonhada por você ou por me fazer sentir, às vezes, como se eu fosse louca. Você é uma doença. Você é como qualquer doença física, exceto que as pessoas estigmatizam você, porque eles simplesmente não te entendem. Mas para mim e todos os outros que você faz sofrer está certo, OK. 
Nós estamos levando um dia de cada vez.
Atenciosamente,
Michelle, a guerreira


Texto original: Dear Depression, You Will Not Win / By  Michelle Janiak
https://themighty.com/2016/10/a-letter-to-depression-you-will-not-win/

http://homemcontrasimesmo.blogspot.com.br/2016/10/prezada-depressao-voce-nao-vai-vencer.html


sábado, 3 de dezembro de 2016

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

"A vida é o agora. Este segundo.
Este teu coração pulsando nesta fração de tempo.
Não empurre nada para amanhã.
Não carregue nas costas o peso do ontem.
Faça valer - diariamente - o dom mais precioso que você recebeu: o dom de viver".

- Matheus Rocha 


quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

"[...] quero viver ao lado de gente humana, muito humana; 
que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, 
não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade.
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial"!

- Rubem Alves 


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

"Entre as pessoas que se amam, ouve-se muitas vezes um refrão: 
'eu vou te amar se ...'
Há, nesse caso, condições e exigências específicas que simplesmente não dão certo.
E que apontam para o amor como barganha, o amor como troca, com a ameaça da pessoa perdê-lo como possibilidade perene.
'Vou te amar se você estiver sempre de acordo comigo'.
'Vou te amar se você ficar sempre ao meu lado'.
É sempre difícil atender a essas expectativas. E a perplexidade tanto mais aumenta
quando o amor é usado como trampolim. A mensagem deveria ser:
'Eu vou te amar, o resto não interessa. Não se preocupe em perder o meu amor'.
É um perigo tentar remodelar outro ser humano, sobretudo
quando usamos de nosso amor como arma para consegui-lo".

- Leo Buscaglia in "Nascido para amar" (p. 172)










terça-feira, 29 de novembro de 2016


"O herói [...] precisa convencer-se de que a sombra existe 
e que dela  pode retirar sua força.
Deve entrar em acordo com o seu poder destrutivo se quiser estar suficientemente preparado para vencer o dragão - isto é, para que o ego triunfe, 
precisa antes subjugar e assimilar a sombra."

- Joseph Henderson in "Os mitos antigos e o homem moderno"




segunda-feira, 28 de novembro de 2016

"Nunca ninguém disse que era fácil amar. 
Mas, em última análise, o que realmente importa não são os problemas 
que o amor traz e sim o que trazemos para o amor".

- Leo Buscaglia in "Nascido para amar" (p. 165)


domingo, 27 de novembro de 2016


“Não há nada a temer da morte. Nada a temer. É o maior desafio que temos. 
Se se lembrarem de que não vivemos para sempre, poderão virar-se para a pessoa ao seu lado e não esperar, mas dizer: ‘Você é formidável. Obrigado por ser você.’”.

- Leo Buscaglia




sábado, 26 de novembro de 2016

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

terça-feira, 22 de novembro de 2016

"Devemos considerar perdido todo dia em que não dançamos pelo menos uma vez. 
E devemos chamar de mentira toda verdade que não for acompanhada por pelo menos um sorriso".

- Nietzsche


segunda-feira, 21 de novembro de 2016

domingo, 20 de novembro de 2016

"Fiquei sozinha um domingo inteiro. Não telefonei para ninguém e ninguém me telefonou. Estava totalmente só. Fiquei sentado num sofá com o pensamento livre. Mas no decorrer desse dia até a hora de dormir tive umas três vezes um súbito reconhecimento de mim mesmo e do mundo que me assombrou e me fez mergulhar em profundezas obscuras de onde saí para uma luz de ouro. Era o encontro do eu com o eu. A solidão é um luxo".

- Clarice Lispector  


sábado, 19 de novembro de 2016

"O medo não passa de uma oportunidade para mostrar coragem. Agarre. 
Aquela sua segurança de sempre não tinha nada de corajosa, 
era só medo de sentir medo".

- Gabito Nunes

Imagem: Angela Nikolau


sexta-feira, 18 de novembro de 2016

"As coisas são muito claras. 
Você tem uma vida, valores, educação, lembranças, consciência. 
Você tem escolhas, caminhos, passado, presente, futuro. 
Você tem todas as chances do mundo para escolher como quer viver. 
Falta ousadia. Falta verdade. Falta sinceridade. Falta vontade. 
Falta parar de reclamar e olhar para o mundo como ele realmente é. 
E sei, sei bem, que nem sempre o mundo é amigo. As pessoas podem - e são - cruéis. 
O mundo muitas vezes nos passa a perna. E a vida segue. 
Você às vezes se quebra, mas a vida segue. A gente erra, acerta. Ganha e perde. 
Você pode ter perdido família, amigos, amores. E ter se encontrado. 
Você pode ter família, amigos, amores. E nunca ter se achado. 
O que vale, na verdade, não é tudo o que você conquistou ou teve que abandonar. 
O que vale é a forma como você lida com isso".

- Clarissa Corrêa


quinta-feira, 17 de novembro de 2016

"A ironia é que tentamos rejeitar nossas histórias difíceis 
para parecermos mais plenos ou aceitáveis,
mas nossa plenitude depende, na verdade, 
da integração de todas as nossas experiências, 
inclusive as quedas".

- Brené Brown in "Mais forte do que nunca"

Imagem: Christian Schloe




quarta-feira, 16 de novembro de 2016

terça-feira, 15 de novembro de 2016

"É preciso coragem para ser imperfeito. 
Aceitar e abraçar as nossas fraquezas e amá-las. 
E deixar de lado a imagem da pessoa que devia ser, 
para aceitar a pessoa que realmente sou".

- Brené Brown

Imagem: Christian Schloe

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

"Algumas pessoas têm a noção equivocada de que quando se ama alguém tem-se a obrigação de dizer sim a esse alguém a todo instante, não importando o quanto caprichosas ou frustrantes sejam as exigências e atitudes. [...]
Quando se é levado a acreditar que se deve alguma coisa em troca do amor de alguém, não se trata de amor. Há ocasiões em que dizer não pode significar o supremo gesto de amor; quando, por sermos diretos com nossos sentimentos, podemos dar um enorme passo rumo ao respeito mútuo. [...]
Aprender que dizer não pode ser um gesto de amor nos ajuda a descobrir recursos que jamais soubemos que dispúnhamos, a experimentar a dignidade que nos vem por termos sido fieis a nós mesmos e a adquirir novas formas de defesa que nos serão úteis para sempre.

Dizer 'não' dá significado ao nosso 'sim'- Anônimo" 

- Leo Buscaglia in "Nascido para amar" (p. 219)  



domingo, 13 de novembro de 2016

[...] herdou de mim esse tipo de coração. Gente assim ri mais, chora mais, odeia mais, ama mais ... Ama mais, principalmente isso. Ama muito mais. É uma espécie de gente inflamável, que está sempre se queimando e se renovando sem parar. [...] De onde vem tamanho impulso? Mistério. As pessoas param, fascinadas, em torno desse calor gratuito. Um calor tão espontâneo e inocente, não? Tão inocente. No entanto, tão perigoso, meu Deus. Tão perigoso".

- Lygia Fagundes Telles in "Um coração ardente'


sábado, 12 de novembro de 2016

sexta-feira, 11 de novembro de 2016


"A gente sobrevive a tanta coisa! Não há o que temer: 
a rejeição de hoje será o sim de amanhã. 
Não tenha medo de abandonar uma relação, um país, um emprego, 
uma ideia aparentemente genial. Para tudo há o seu momento adequado e a ansiedade nunca acelerou acontecimentos. 
E no fundo, no fundo, a gente consegue superar a perda de qualquer coisa. 
A gente, paradoxalmente, consegue suportar o insuportável. 
A gente só não consegue viver quando perde a si mesmo."

- Marla de Queiroz