Total de visualizações de página

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

"Se a dor é inerente à vida, ela necessariamente não é algo ruim, mas algo que nos impele a buscar um jeito de viver que faça mais sentido para nós. (...)
É na incompletude, que não se fecha com nenhuma pílula, que talvez possamos, individual e coletivamente, empreender uma busca sem nenhuma garantia, como são todas as buscas, que nos leve a criar uma vida que ainda possa fazer um robô aspirar a uma existência humana. 

- Eliane Brum em "Os robôs não nos invejam mais" 


Nenhum comentário:

Postar um comentário