Total de visualizações de página

domingo, 3 de julho de 2016

"Uma hora a gente tem que olhar nos olhos dos medos. E andar pra frente. Sem atalho, sem muleta, sem abrigo. Porque a vida é o que acontece no intervalo dos nossos medos. Eles nos petrificam, nos transformam em múmias. É só quando a gente acorda, anda, se mexe, manda eles embora que a vida de fato surge pelos buracos da fechadura."

- Clarissa Corrêa

Imagem de Christian Schloe

Nenhum comentário:

Postar um comentário