Total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de julho de 2016

"Foi só quando trouxemos Will de volta para casa [...] que encontrei algum sentido em tornar o jardim bonito outra vez. Precisava dar ao meu filho um lugar para onde olhar. Precisava dizer a ele, silenciosamente, que as coisas poderiam mudar, crescer ou fenecer, mas que a vida continuaria. Que todos nós éramos parte de um grande ciclo, algum tipo de arranjo cuja finalidade só Deus poderia entender. Eu não podia dizer isso a ele, é claro – Will e eu nunca fomos muito bons em conversar -, mas eu queria mostrar. Uma promessa tácita, se preferir, de que existe algo maior, um futuro melhor” 

- Jojo Moyers em "Como eu era antes de você"  [p. 98].


Nenhum comentário:

Postar um comentário