Total de visualizações de página

domingo, 29 de maio de 2016

"As velas são diferentes. Choram enquanto iluminam. Suas lágrimas nascidas do fogo transbordam e escorrem pelo seu corpo. Choram por saber que, para brilhar, é preciso morrer. Não é possível contemplar uma vela no seu trabalho de luz sem sentir um pouco de tristeza. Sua chama modesta, modulada por indecisões e tremores, faz-me voltar sobre mim mesmo. Também sou assim. Minha chama vacila ao ser tocada pelo vento. Por isso posso chamá-la de minha vela. Somos feitos de uma mesma substância. Temos um destino comum."


- Rubem Alves in "As velas" 


Um comentário:

  1. Lindo texto para reflexão. Palavras sábias!
    Um lindo domingo
    Beijos

    ResponderExcluir