Total de visualizações de página

domingo, 13 de novembro de 2016

[...] herdou de mim esse tipo de coração. Gente assim ri mais, chora mais, odeia mais, ama mais ... Ama mais, principalmente isso. Ama muito mais. É uma espécie de gente inflamável, que está sempre se queimando e se renovando sem parar. [...] De onde vem tamanho impulso? Mistério. As pessoas param, fascinadas, em torno desse calor gratuito. Um calor tão espontâneo e inocente, não? Tão inocente. No entanto, tão perigoso, meu Deus. Tão perigoso".

- Lygia Fagundes Telles in "Um coração ardente'


Nenhum comentário:

Postar um comentário