Total de visualizações de página

domingo, 28 de setembro de 2014

"De surpresa de descobrir uma alma insuspeita, fiquei com os olhos cheios de água, na verdade eu chorava.Percebi que meu filho, quase uma criança, notara, expliquei: estou emocionada, vou tomar um calmante. E ele:
- Você não sabe diferenciar emoção de nervosismo? Você está tendo emoção.
Entendi, aceitei, e disse-lhe:
- Não vou tomar nenhum calmante.
E vivi o que era para ser vivido."

- Clarice Lispector em Aprendendo a viver (p. 57)  


Nenhum comentário:

Postar um comentário