Total de visualizações de página

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

"A escritora americana Marianne Williamson diz algo em que eu acredito cegamente: como tudo na natureza, somos programados para crescer e nos tornar nós mesmos, mas a grande diferença entre o homem e o resto da natureza é que nós podemos dizer não. Pá!
[...]
A água que evapora vai virar nuvem e se precipitar e virar chuva numa bela tarde [...]
Mas você nasceu para crescer e se tornar você, com tudo o que isso representa. Nasceu para ser o seu melhor, para ser o que mais quer ser dentro do seu coração. [...] Você nasceu para ser feliz.
Mas, por algum motivo, você pode dizer não.
A semente não pode decidir que não quer virar árvore.
A laranjeira nunca conseguirá dar manga.
O pinto não consegue fingir que é um javali.
A água que evapora nunca vira lava de vulcão, mas chuva. Sempre chuva.

No entanto, por algum motivo, a você foi dado o poder de escolher acreditar
em qualquer coisa que quiser. [...]
Você pode ter medo de ser você. Pode achar que já está velho demais para isso
e que, se for você, ninguém vai gostar. Pode adiar e dizer que ano que vem 
vai ser você. Ou na segunda-feira. Pode achar que não tem tempo nem dinheiro
para isso, que não pode ser você por causa dos seus pais ou dos seus filhos.
Pode escolher acreditar que é impossível ser você!

E nessa, que é - até onde sabemos, pelo menos - a sua única vida,
pode ser que você nunca deixe de ser semente. [...] 
Pode ser que nunca venha a ser você! 

[...] Talvez seja complicado mudar radicalmente, ou talvez esse seja só 
mais um pensamento em que você está escolhendo acreditar.
Mas, com certeza, você pode dar hoje um primeiro passo,
ainda que pequeno. Qual vai ser ele?"

- Paula Abreu "Diga sim para você"
Revista Vida Simples, outubro de 2016.





Nenhum comentário:

Postar um comentário