Total de visualizações de página

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

"Viver é um longo passeio de bicicleta. 
Quando a vida nos é apresentada, demora um tempo até que seja possível o aprendizado completo. Ralamos os joelhos, atropelamos o que vem pelo caminho, o freio falha, nos lança ao chão. Perde-se o equilíbrio, escorrega-se morro abaixo. 

Os primeiros metros são trabalhosos e exigem concentração, suor, além de um tanto de coragem. Só depois dos dolorosos tombos é que vem a recompensa: o vento acariciando o rosto, o borrão das flores nos cantos visuais dando a impressão de uma dança de cores. O movimento dos fios de cabelo se emaranhando sem darmos conta. A ponta do nariz gelada após uma descida íngreme. 

Uma hora nossos pés pegam o ritmo e já não param mais. Encontramos o equilíbrio e a fórmula secreta dos pedais. Nada, absolutamente nada, pode nos parar. 
ulam-se os morros e as beiras de calçada. Não se aprende rapidamente, porém não se esquece tão fácil. 

Devemos seguir pedalando rumo aos sonhos e à felicidade sem parar, sem perder a fé. Se olharmos para trás ou deixarmos a estabilidade de lado, caímos. O segredo é continuar, sempre, independente do que há no caminho. 
Jamais perder a coragem. 
E abandonar na orla da estrada qualquer temor preso à garupa." 

- Rio Doce (Miscelânea)  


Nenhum comentário:

Postar um comentário