Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

O que acontece no meio

"Vida é o que existe entre o nascimento e a morte. O que acontece no meio é o que importa. No meio, a gente descobre [...]

Que a primeira metade da vida é muito boa, mas da metade pro fim pode ser ainda melhor, se a gente aprendeu alguma coisa com os tropeços lá do início. Que o pensamento é uma aventura sem igual. Que é preciso abrir a nossa caixa preta de vez em quando, apesar do medo do que vamos encontrar lá dentro. Que maduro é aquele que mata no peito as vertigens e os espantos.
No meio, a gente descobre que sofremos mais com as coisas que imaginamos que estejam acontecendo do que com as que acontecem de fato. Que amar é lapidação, e não destruição. Que certos riscos compensam – o difícil é saber previamente quais. Que subir na vida é algo para se fazer sem pressa.

[...]

Que tocar na dor do outro exige delicadeza. Que ser feliz pode ser uma decisão, não apenas uma contingência. Que não é preciso se estressar tanto em busca do orgasmo, há outras coisas que também levam ao clímax: um poema, um gol, um show, um beijo.
No meio, a gente descobre que fazer a coisa certa é sempre um ato revolucionário. Que é mais produtivo agir do que reagir. Que a vida não oferece opção: ou você segue, ou você segue. Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais. Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda, esse meio todo."

Martha Medeiros em A graça da coisa


3 comentários:

  1. O aprendizado contínuo leva-nos a amar, e sonhar, com campos azuis e verdes! abraços

    ResponderExcluir
  2. Perfeito!!!!!
    Iniciei meu blog hoje. Vou colocar textos, frases ou citações de acordo com o meu dia a dia...
    Venha me prestigiar!
    Estou seguido o seu blog... :)

    ResponderExcluir