Total de visualizações de página

sexta-feira, 16 de março de 2018

"[...] as origens de um certo tipo de amor residem num impulso de escapar 
de nós mesmos e de nossas fraquezas por meio de uma aliança amorosa
com o belo ou o poderoso. Mas, se o amado nos ama também, somos forçados
a voltar a nós mesmos, e, portanto, lembrados das coisas que nos levaram
ao amor em primeiro lugar. Talvez não fosse o amor o que queríamos 
afinal de contas, talvez fosse apenas alguém em quem acreditar,
mas como podemos continuar a acreditar no amado agora
que ele acredita em nós?"

- Alain de Botton em "Ensaios de amor" (p. 49-50).


Nenhum comentário:

Postar um comentário