Total de visualizações de página

quarta-feira, 7 de maio de 2014

" Em 'Crimes e Pecados', Woody Allen inclinava-se para o pragmatismo. Dizia textualmente: somos a soma das nossas decisões. Tudo envolve o nosso lado racional, até mesmo as escolhas afetivas. Casamento acontece por vários motivos, entre eles por serem um ótimo arranjo social- e nem por isso desonesto. E até mesmo a paixão pode ser intencional. No filme, um certo filósofo diz que apaixonamos para corrigir o nosso passado. É uma idéia que pode não passar pela nossa cabeça quando vemos alguém e o coração dispara, mas, secretamente, a intenção já existe: você esta em busca de uma nova chance de acertar, de se reafirmar. Seu coração apenas dá o alerta quando você encontra a pessoa com quem colocar o plano em prática."

- Martha Medeiros




Nenhum comentário:

Postar um comentário