Total de visualizações de página

sábado, 17 de fevereiro de 2018

"Tudo tem sua hora na vida: a hora de chegar, a hora de permanecer e de partir. 
Uma metade da vida é para subir a montanha e gritar aos quatro ventos: 'Eu existo!'. E a outra metade é para o declínio até o vazio, onde tudo é desprender-se, 
alegrar-se e celebrar. A vida tem seus assuntos e seus ritmos 
sem deixar de ser o sonho que sonhamos".

- Joan Garriga Bacardí em "Onde estão as moedas?" (p. 20).


Nenhum comentário:

Postar um comentário