Total de visualizações de página

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

"[...] a pergunta que me move é como cada um inventa uma vida. Como cada um cria um sentido para os dias, quase nu e com tão pouco. Como cada um arranca do silêncio para virar narrativa. Como cada um habita-se.
[...] Lembranças não são fatos, mas as verdades que constituem aquele que lembra. Recordações são fragmentos de tempo. Com elas costuramos um corpo de palavras que nos permite sustentar uma vida".

- Eliane Brum in "Meus desacontecimentos" (p. 09) 


Na imagem, a querida escritora Zelia Gattai, que me encantou com seus livros-narrativas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário